Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

Desde o dia 16 de março de 2020, as atividades presenciais do Centro de Convivência dos Idosos de nova Andradina estão suspensas devido à pandemia. Porém, o trabalho nunca parou.

A equipe de profissionais mantém as atividades de forma remota com os idosos em suas residências e, dia a dia, se reinventa para atender as necessidades de saúde, lazer, esporte e convivência social. 

Cb image default
Divulgação

Segundo o coordenador do CCI, Hermes José dos Santos, ninguém achava que a suspensão dos trabalhos fosse durar todo esse tempo, mas a situação atual ainda não permite a normalização dos atendimentos, apesar da vacinação deste público acima de 60 anos, considerado um dos mais vulneráveis à Covid-19.

“Todo o trabalho planejado para o ano de 2020 pela equipe, feito com todo carinho, desmoronou com essa pandemia. Estamos nos adaptando a nova realidade, nos reinventando para fazer o acompanhamento a distância e a interação com quase 1000 idosos”, revela Hermes. 

Cb image default
Divulgação

O monitoramento é realizado semanalmente por telefone, WhatsApp (vídeo chamadas e mensagens) e atendimento domiciliar como forma de fortalecimento de vínculos.

Já a interação é realizada através de gincanas on-line, sorteio e entrega de brindes, vídeo-aulas de alongamento, pilates, dança, apresentações do coral de forma remota, atendimento virtual individualizado, acolhimento social, Informativo CCI (jornal virtual com dicas de saúde, alimentação e golpes financeiros, orientações sobre prevenção a Covid-19), brincadeiras como “Qual é a música” e atividades em datas comemorativas como dia das mães, dia das mulheres, entre outras.  

Cb image default
Divulgação

“Os professores gravam os vídeos e encaminhamos aos idosos para que possam fazer as atividades em casa. As atividades os tranquilizam, geram otimismo e estímulo para que permaneçam ativos, como é o caso da gincana virtual quinzenal em que precisam realizar provas com ajuda de seus familiares”, frisa Hermes, que também é especialista em saúde do idoso.

Sem perspectiva de um retorno às atividades presenciais em curto prazo, o coordenador informou que as próximas ações do CCI já estão programadas.

Nos meses de junho e julho serão realizadas as festas típicas dessa época, com apresentações do grupo de dança de mulheres e do coral e a visita da equipe do Centro de Convivência à residência dos idosos. “Caracterizados de caipirinhas, vamos levar as brincadeiras, o espírito da festa junina para a casa de cada um. Vai ser uma experiência muito diferente, respeitando os protocolos sanitários. Espero que eles gostem”, acrescenta Hermes.  

Cb image default
Divulgação

Em agosto, o CCI traz a live “Matando a Saudade” e um show drive-in de música. No mês de novembro estuda-se a participação dos idosos nos Jogos da Melhor Idade.

A gestora da Secretaria de Cidadania e Assistência Social, Julliana Ortega, parabenizou a terceira idade pela participação nas ações do CCI neste período de isolamento social. “Desde a suspensão das atividades nos debruçamos sobre novas maneiras de manter a pessoa idosa em ação, tanto física como emocionalmente. O apoio de todos os profissionais foi fundamental para superar as dificuldades deste momento. E o resultado tem sido positivo”, avalia.

Para o prefeito Gilberto Garcia, apesar dos idosos estarem imunizados, o momento ainda exige atenção e cuidado para garantir a saúde e o bem-estar daqueles que tem mais de 60 anos. 

Cb image default
Divulgação

“Sabemos o quanto o CCI é importante para a saúde mental e emocional dos nossos idosos, mas seria uma irresponsabilidade muito grande pensar em voltar as atividades agora que as mortes estão subindo, os índices de contaminação pelo coronavírus estão batendo recordes, faltam vagas nos hospitais. Peço que continuem mantendo os cuidados de higiene, o isolamento social. Logo tudo isso passará e voltaremos ainda mais animados e com a alegria de sempre”, ressaltou Gilberto.

Recadastramento dos idosos

O ano de 2021 começou com o recadastramento dos usuários do CCI. Segundo levantamento, são quase mil idosos somente em Nova Andradina. Na próxima semana, inicia este trabalho em Nova Casa Verde.