Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

Público foi brindado com belíssimas apresentações da Banda Municipal, cantores prata da casa e outras formas de expressão artístico-culturais

Cb image default
William Gomes

Na véspera do feriado de 15 de novembro, Nova Casa Verde recebeu o 3º Sarau Cultural. O público lotou o pátio da Escola Estadual Luiz Carlos Sampaio e foi brindado com belíssimas apresentações da Banda Municipal, cantores prata da casa, dança, teatro, desfile afro-brasileiro, poesia, performance, Exposição de artes, músicas líricas, instrumental e outras formas de expressão artístico-culturais de artistas do distrito e de Nova Andradina.

A ação é uma iniciativa da Secretaria de Cidadania e Assistência Social via Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para Crianças e Adolescentes de Casa Verde sob a coordenação de Marcilio Caetano, em parceria com a direção das Escolas Luis Cláudio Josué e Professor Luiz Carlos Sampaio e Associação dos Agricultores Familiares Lagoa Azul do Projeto de Assentamento Teijin Fetagri (MS). 

Cb image default
William Gomes

O evento teve como objetivo levar um pouco de cultura, poesia e entretenimento para as pessoas de todas as idades, famílias e a comunidade. A noite foi aberta com a apresentação da Banda Municipal Getúlio Vargas. Cantores prata da casa levantaram o público com a interpretação de músicas que fazem sucesso no sertanejo universitário. Também teve espaço para músicas autorais como “Sonho Roubado” dos alunos Escola Municipal Luís Cláudio Josué, vencedores do o Prêmio MPT na Escola e “Você Me Faz Feliz”, de autoria da adolescente Juliana Ribeiro.

O projeto “Mulheres Inspiradoras” declamou três poesias, todas de autoria de mulheres participantes do Serviço (SCFV) Casa Verde. Maria de Lurdes, conhecida como Lurdinha, escritora do livro “Amor e Paixão”, recitou a poesia Nova Andradina. A poesia “Escova Progressiva”, do livro Não vou mais lavar os pratos da escritora Cristiane Sobral, foi interpretada por Tais Aparecida e Elizangela Romero apresentou a poesia “Em Controverso”, do Livro Um verso e meio da Escritora Meimei Bastos.

Cb image default
William Gomes

Na dança e na música, a diversificação de ritmos deu o tom do espetáculo com apresentações do Grupo Storm Crew, do Diretor Fernando Gomes; Isadora Pompeu com a música Hey Pai e uma homenagem às mães por Yasmim Verissimo; dança do Maculle, com os alunos da escola Estadual Professor Luiz Carlos Sampaio; moda de viola com Rodrigo Sales; Grupo Coreográfico da Banda Marcial Getúlio Vargas, com a coreografia: Dona de Mim, de João Rafael. Outra atração foi a cantor lírico Segio Cardonha Júnior, com Caro Mio, Minha Terra e Tocando em Frente.

A cultura afro-brasileira foi representada no desfile de trajes com os alunos da escola Estadual Professor Luiz Carlos Sampaio. Encerrando a noite, o coordenador do evento e do SCFV de Casa Verde, professor Marcilio Caetano fez uma brilhante performance e monólogo de Willian Shakespeare, O Menetrel. 

Marcílio agradeceu a todos os artistas que participaram desta terceira edição do Sarau. Para ele, o evento proporciona à população uma conexão com a arte, abrindo espaço para os artistas locais. “Tivemos a oportunidade de levar alegria, interatividade e difusão da cultura. Nova Casa Verde vibrou e pulsou mais forte nesta noite memorável. Agradeço o prefeito Gilberto Garcia e a toda equipe Semcias pelo apoio que tem dado ao Serviço de Convivência do distrito”, encerrou o coordenador.