Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações
Cb image default
Divulgação

Após o lançamento oficial do Agosto Lilás realizado virtualmente por meio de live, a Secretaria Executiva de Políticas Públicas para a Mulher realizou uma carreata pela avenida Antonio Joaquim de Moura Andrade, no último sábado, dia 7 de agosto.

Este foi o primeiro ato público presencial da campanha. A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros de Nova Andradina, vereadora Gabriela Delgado, além de servidoras do CRAM e outras entidades estiveram representadas. 

Cb image default
Divulgação

E as atividades continuam. De acordo com a programação, na próxima quarta-feira (11), a carreata acontece no distrito de Nova Casa Verde, a partir das 9 horas da manhã. O objetivo é orientar e envolver a todos para que denunciem e ajudem a combater a violência contra a mulher.

No dia 21 de agosto está prevista a realização de um curso de defesa pessoal destinado as mulheres que trabalham no comércio, servidoras públicas municipais e estaduais, e que passam por acompanhamento no CRAM.

As ações seguem até o final de agosto. “Teremos um mês inteiro de conscientização e luta para combater a violência contra a mulher: lives, exibição de vídeos, panfletagens, além da campanha de divulgação dos canais de denúncias dos casos de violência contra a mulher”, informa a secretária Julliana Ortega.

Denúncias

As denúncias de violência contra a mulher podem ser feitas na DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher) e órgãos especializados, onde a vítima procura amparo e proteção. Já o Ligue 180, central de atendimento à mulher, funciona 24 horas por dia, é gratuito e confidencial.

A Campanha Agosto Lilás foi criada em alusão à Lei Maria da Penha, sancionada em 07 de agosto de 2006, quando surgiu a necessidade de inibir os casos de violência doméstica no Brasil. A campanha nasceu com o objetivo de alertar a população sobre a importância da prevenção e do enfrentamento à violência contra a mulher, incentivando as denúncias de agressão, que podem ser físicas, psicológicas, sexuais, morais e patrimoniais.