Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

Servidores do CRAS e Assistência Social disponibilizam informações e providenciam cópias de documentos aos cidadãos

Cb image default
Divulgação

Numa grande força tarefa, a Prefeitura de Nova Andradina está facilitando a vida dos cidadãos que aguardam atendimento da Caixa Econômica Federal com a finalidade de receber o auxílio emergencial do RR 600,00 do Governo Federal.

Por determinação do prefeito Gilberto Garcia, as equipes do CRAS (Centro de Referência da Assistencial Social) e Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social, montaram tendas em frente à agência bancária com a finalidade de disponibilizar informações, fazer a triagem daqueles que têm direito ao auxílio financeiro e providenciar cópias de documentos necessários ao cadastro. 

Cb image default
Divulgação

A medida agilizou o atendimento, diminuiu filas e as aglomerações vistas na última semana, garantindo à população, especialmente a mais carente, o acesso ao benefício do governo federal no enfrentamento à pandemia de Covid-19.

Até o momento, cerca de 1350 pessoas foram atendidas pelos servidores municipais. O prefeito Gilberto Garcia agradeceu o empenho de todas as equipes envolvidas neste trabalho que leva cidadania e dignidade às pessoas.

“Muitas pessoas não têm acesso às informações e tão pouco ao aplicativo. Não sabem que é necessário ter em mãos alguns documentos para fazer o requerimento ao benefício. Ficavam horas na fila e ainda não conseguiam a liberação do auxílio porque tinha alguma pendência. Este trabalho dos nossos servidores deu um suporte aos funcionários da agência e, principalmente, agilizou o atendimento à população”, ressaltou o prefeito.  

As tendas permanecerão montadas em frente à agência da Caixa até normalizar o atendimento aos clientes. Vale ressaltar que é obrigatório o uso de máscaras dentro e fora das agências bancárias.

Auxilio emergencial

O Governo Federal disponibilizou três parcelas de R$ 600, que serão pagas uma a cada mês. Até o momento, segundo, cerca de 50,1 milhões de pessoas estão aptas a receberem o auxílio.