Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

Através da leitura, a criança pode despertar o interesse pelos livros e desenvolver a escrita, a produção, a própria leitura e torná-lo um cidadão leitor e crítico

Cb image default
Divulgação

Uma maleta com livros que estimula o interesse pela leitura, envolve pais e responsáveis e, principalmente, a imaginação e a criatividade. Crianças e adolescentes Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos de Nova Casa Verde, uma das unidades administradas pela Secretaria de Cidadania e Assistência social de Nova Andradina, protagonizam uma atividade que une em uma única ação todos esses benefícios.

Atendendo ao pedido do prefeito Gilberto Garcia, a equipe técnica da secretaria criou o projeto “Maleta Viajante” para despertar nas crianças a vontade de ler. A proposta é que todas as segundas-feiras, os participantes (usuários) levem para casa uma maleta contendo livros de histórias como clássicos, contos e fábulas, que deverá ser devolvida na próxima semana. Ao retornarem para o projeto, as crianças são estimuladas a compartilhar a experiência com os colegas. 

Cb image default
Divulgação

A implantação deste projeto de estímulo a alfabetização e ao hábito de ler no distrito de Nova Casa Verde foi destacada pela secretária Julliana Ortega. “Como diz nosso prefeito: fazer contas, saber ler e interpretar um texto é a base da educação. Através da leitura, a criança pode despertar o interesse pelos livros e desenvolver a escrita, a produção, a própria leitura e torná-lo um cidadão leitor e crítico”, revela a gestora da assistência social.

Cb image default
Divulgação

Para a gerente de proteção social básica, Ana Kelly Clemente, “através da leitura compartilhada com a família é possível também criar nos pais este hábito, pois eles são os primeiros mediadores que nossos participantes têm”, comenta, informando que o projeto permite ainda que os usuários conheçam diferentes gêneros literários.