Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

Tema da campanha: “Criança e adolescente devem brincar, estudar, viver. Trabalhar só quando Crescer”

Cb image default
William Gomes

12 de Junho é o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, em alusão à data, a Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania de Nova Andradina, em conjunto com Comissão Executiva de Ações Estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – AEPETI, realizou diversas ações de mobilização e conscientização.

As atividades envolveram a Rede de Proteção Social como CRAS Durval Andrade Filho, Cras Irman Ribeiro, CREAS, Conselho Tutelar, Central de Conselho, Centro da Juventude, Casa do Trabalhador, áreas da educação, saúde e assistência com o intuito de informar, fomentar e chamar a atenção da sociedade para a urgente necessidade de se intensificar as atividades e as estratégias voltadas para a proteção das crianças e a erradicação do trabalho precoce.

Cb image default
William Gomes

No período da manhã, todos os profissionais participaram de uma blitz educativa, onde houve a distribuição de materiais informativos com a temática da campanha cujo slogan é “Criança e adolescente devem brincar, estudar, viver. Trabalhar só quando Crescer”, que traz informações sobre os motivos pelo qual as crianças não devem trabalhar, enfatizando a importância do viver a infância de forma saudável para o desenvolvimento psicossocial do infanto-juvenil.

Cb image default
William Gomes

À tarde, as atenções se voltaram a 2ª Gincana Intergeracional, envolvendo várias gerações: as crianças do Serviço de Fortalecimento de Vínculo Horto Florestal e AABB, adolescentes atendidos pelo Centro da Juventude e idosos do CCI.

Na ocasião, todos participaram de brincadeiras tradicionais, jogos e momentos lúdicos e de descontração, com a finalidade de integração entre as gerações, enfatizando que viver a infância é brincar, sonhar, viver em família e em comunidade, ter acesso ao lazer, à cultura e ao esporte, à informação profissional a partir dos 14 anos, entre outros direitos assegurados pelo ECA.

As ações do AEPETI são continuas e acontecem durante todo o ano, envolvem visitas às empresas, orientações sobre contratação de jovens aprendizes, palestras nas escolas, capacitações da rede de saúde, assistência social e educação, acompanhamento de jovens ao mercado de trabalho através do programa Jovens Aprendizes. 

Não ao Trabalho Infantil! Denuncie. Disque100.

O Trabalho Infantil é uma violência contra criança e adolescente e traz graves consequências para toda a vida, como:

Baixo rendimento, atraso e abandono escolar;

Privação ao brincar, ao lazer, à cultura, à saúde e ao convívio familiar;

Danos psicológicos: perda da alegria natural da infânica, isolamento, perda de afetividade, baixa autoestima e depressão;

Danos físicos: fadiga, deformidades na coluna, irritabilidade e problemas respiratórios;

Exposição a acidentes de trabalho: fraturas, mutilação, ferimentos, picadas de animais peçonhentos, queimaduras e morte;

Repetição do ciclo da pobreza e da exclusão social.