Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

Governo municipal de Nova Andradina é parceiro nesta iniciativa, que visa garantir a segurança da mulher vítima de violência doméstica e familiar

Cb image default
João Cláudio

A Prefeitura de Nova Andradina está sediando durante esta semana, de 27 a 31 de agosto, a capacitação de policiais militares e civis da rede de enfrentamento de combate à violência contra a mulher para o trabalho no Programa Mulher Segura (PROMUSE).

A cerimônia de abertura foi realizada nesta manhã de segunda-feira(27), no auditório do Paço Municipal. A mesa de autoridades foi composta pela secretária de cidadania e assistência social, Julliana Ortega, tenente coronel Josafá Pereira Dominoni, comandante do 8° BPM de Nova Andradina, Major Sandra Santos, representante do coronel Waldir Ribeiro Acosta, comandante geral da Polícia Militar/MS, juiz de direito, Walter Hartur Alge Neto, vereador Vailton Sordi (Amarelinho), presidente da 7ª Subseção da OAB Nova Andradina e Fabiana Santos, presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher. 

Cb image default
João Cláudio

Anfitriã nesta solenidade, a secretária Julliana, afirmou que o Promuse irá somar as ações de enfrentamento à violência contra a mulher desenvolvidas no município por meio da rede de atendimento e do CAM (Centro de Atendimento à Mulher).

“O compromisso do município com as mulheres se dá através de um trabalho educacional, de acolhimento e apoio psicológico, encaminhamentos legais, na área da saúde, e também de promoção da autonomia feminina. O programa é mais um instrumento para auxiliar, atuando também na fiscalização e orientação quebrando o ciclo de violência contra a mulher”, afirma a condutora da Semcias.

Cb image default
João Cláudio

Major Sandra Santos, que representou o comando geral da PM de Mato Grosso do Sul, disse que o programa Mulher Segura trata da efetividade do cumprimento das medidas protetivas e a ideia é leva-lo para todos os batalhões nos municípios do estado.

“A função precípua da PM é a prevenção. Porém, erroneamente é vista apenas como primeira resposta ou a repressão ao crime. Assim, temos na estrutura do comando geral uma diretoria de polícia comunitária e direitos humanos que trata de maneira especial todos os projetos sociais preventivos. Quando se trata de violência doméstica e feminícidio algo precisa ser feito e agora. Violência contra a mulher não tem desculpa, tem lei e a gente está aqui para garantir isso”.  

Também se fizeram presentes na solenidade o presidente do Conselho Municipal de Segurança, Nilvo Perlim, representantes da Coordenadoria Regional de Educação, Detran, Polícia Civil e policiais das corporações de Angélica, Ivinhema, Batayporã, Taquarussu, Ponta Porã, Dourados, Campo Grande, Fátima do Sul, Gloria de Dourados, Nova Andradina e os distritos Ipezal, Amandina e Nova Casa Verde.

O Programa Mulher Segura – PROMUSE tem como atividade fundamental garantir a segurança da mulher vítima de violência doméstica e familiar e, portanto, a capacitação pretende contribuir para que os profissionais da segurança pública exerçam com conhecimento e capacidade técnica o atendimento à mulher, resultando em um acolhimento mais humanizado.

A programação da capacitação conta com pautas importantes no tratamento da questão da violência contra as mulheres, desenvolvendo aspectos relacionados ao feminismo em perspectiva histórica, igualdade e violência de gênero, direitos humanos das mulheres, violência contra a mulher indígena, ética no atendimento à mulher, atribuição dos órgãos da rede de enfrentamento à violência contra a mulher, legislações protetivas a família e direito da família a lei Maria da Penha, técnica policial na perspectiva do Promuse, documentos do Promuse.

Abrilhantaram o evento, os integrantes da Policia Militar Mirim, comandada pelo soldado PM Leonel Cunha.