Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

Prefeito reafirmou seu compromisso de formalizar um convênio com a nova instituição para o custeio dos serviços aos pacientes renais do município

Cb image default
foto: Bruno Seleguim

A proposta de criação de uma associação apta a captar recursos de órgãos públicos e receber doações de pessoas físicas e jurídicas para a construção de uma unidade de hemodiálise em Nova Andradina está prestes a se tornar realidade.

A boa notícia foi confirmada nesta manhã de quinta-feira (23), quando o prefeito Gilberto Garcia recebeu, em seu gabinete, diretores da Associação Qualivida. Participaram da reunião, o diretor presidente, Kim Medeiros, vice-presidente Michel Lopes, tesoureiro Nelson Custódio da Silva, presidente do Conselho Fiscal, Diego Farina e o vereador e médico, Sandro Hoicci.

O prédio será construído nas dependências do Hospital Cassems com a finalidade de prestar serviços aos pacientes renais do SUS e demais usuários de planos de saúde de MS.

A reunião com o prefeito teve como finalidade informar sobre o andamento deste projeto, que vem sendo articulado desde o ano passado e discutir o credenciamento da Associação junto aos conselhos municipais para fins de doações incentivadas para pessoas físicas e jurídicas.

Nas palavras de Kim Medeiros, a criação da Associação deve ser concluída em breve. O Estatuto da Qualivida já foi registrado. Nos próximos dias, o CNPJ da empresa estará concluído junto à Receita Federal. Outra ação que caminha a passos largos é a assinatura de um contrato de comodato com a Cassems para a construção da clínica dentro da unidade do hospital.

“Com todas essas etapas cumpridas, daremos início à captação de recursos para viabilização deste projeto social, sem fins lucrativos, que irá atender, inicialmente, cerca de 40 pessoas de Nova Andradina e região”, informou o diretor.

Cb image default
foto: Bruno Seleguim

Muito feliz com o avanço das tratativas para tirar do papel este projeto de grande relevância, o prefeito Gilberto Garcia reafirmou seu compromisso de formalizar um convênio com a nova instituição visando o custeio dos serviços aos pacientes renais.

“O tratamento já causa muito desconforto para as pessoas e a viagem até Dourados é cansativa. Ao disponibilizar este serviço no município vamos diminuir o sofrimento e conseguir melhorar a qualidade de vida dos pacientes. Vamos ajudar naquilo que for possível, buscando apoio junto a outras prefeituras e a doação de empresas privadas”, garantiu o prefeito.

Mais sobre o projeto de construção Clínica de Hemodiálise

O custo estimado para a estruturação do novo serviço é de R$ 2 milhões, o que inclui a construção do prédio, aquisição de máquinas e equipamentos. Para o funcionamento e manutenção da Clínica serão necessários em torno de R$ 200 mil mensais.

Nesta parceria, a Cassems entra com a doação da área. A Associação, por meio dos seus diretores, vai buscar o apoio de outras empresas privadas para viabilizar a construção física do prédio e garantir o suporte financeiro inicial. Já a Prefeitura de Nova Andradina se propõe a comprar os serviços desta associação e, principalmente, mobilizar outros municípios para ajudar no custeio dos serviços a longo prazo.