Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

Coleta seletiva será iniciada a partir da próxima segunda-feira, dia 3 de junho

Cb image default
Focco Vídeo 

Na manhã desta quinta-feira (30), o prefeito Gilberto Garcia esteve no Aterro Sanitário fazendo vistoria do início da operacionalização do tratamento do lixo em Nova Andradina.

Cb image default
João Cláudio 

O Aterro Sanitário era mais uma obra pública do município que atravessava anos paralisada, problema questionado pelo Ministério Público Estadual em administrações anteriores, que foi resolvido pela atual administração ao cumprir com os termos do ajustamento de conduta proposto pela Procuradoria do Meio Ambiente da Comarca local.

Em operação pela primeira vez, o tratamento do lixo é fundamental para a vida urbana, pois representa uma política ambiental que incide em benefícios fundamentais para a saúde humana.

Juntamente com o prefeito, estiveram no local, localizado às margens da MS 473, a 6 km da sede do município, os vereadores Vailton Sordi “Amarelinho”, presidente da Câmara, o líder do executivo Ricardo Lima, Robertinho Pereira, Valmirá do Pax, Airton Castro e Wilson Almeida.

Também estiveram presentes agentes do poder público, especialmente da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Integrado coordenada por Hernandes Ortiz, e responsáveis técnicos da Transresíduos com sede em Maringá-PR, empresa contratada para prestar serviços no local. O custo mensal para o município é de R$ 209.565,14.

Cb image default
João Cláudio 

Além de responsáveis pela operacionalização do aterro e da coleta seletiva, a Transresíduos deverá efetuar a divulgação dos serviços de publicidade e conscientização da população sobre a coleta seletiva, que será iniciada a partir da próxima segunda-feira (3 de junho).

Conforme relatou o engenheiro ambiental, Douglas Gimenes Gauna, responsável pelo gerenciamento do aterro de Nova Andradina, o serviço de separação do lixo será realizado em parceria a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Nova Andradina - NOVA LIMPA.

"Estamos em Nova Andradina trazendo a nossa expertise, e atuaremos com 12 profissionais, entre eles operadores de máquinas, técnico em meio ambiente, motoristas e engenheiro ambiental. Em parceria com a Associação, disponibilizamos um caminhão e dois coletores. Os resíduos urbanos serão levados até os catadores para facilitar o processo de separação. O momento inicial é de adaptação”, explicou o engenheiro.