Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

Palestras destinadas aos pais, alunos e professores alertaram sobre a importância das ações de combate e prevenção à surdez

Cb image default
João Cláudio 

Através das secretarias municipais de Saúde e Educação, a Prefeitura de Nova Andradina realizou a 1ª Campanha de Combate a Surdez de 11 a 14 de novembro.

A ação atingiu cerca de 800 estudantes, pais e professores que participaram de palestras e mais de 200 alunos das escolas municipais João de Lima Paes, Efantina de Quadros e APAE, que passaram por triagem auditiva.

Os relatórios dos achados audiológicos e sugestões de condutas foram encaminhados às escolas, bem como as estatísticas dos resultados encontrados. Os laudos individuais estão arquivados no CRR – Centro Regional de Reabilitação. Segundo a coordenadora da campanha, Adriana Maria Rosa de Souza, a campanha foi considerada um sucesso.

Cb image default
João Cláudio

“As alterações auditivas, ainda que de grau leve, estão associadas a déficits na aprendizagem do vocabulário, habilidades articulatórias, desatenção, entre outras situações que prejudicam o aluno. Através dessa triagem e, posterior consulta, estamos prevenindo qualquer tipo de alteração na audição e aprendizagem dos nossos alunos da rede”, esclarece a fonoaudióloga Adriana.

Cb image default
Divulgação

No âmbito da Secretaria Municipal de Saúde, a campanha envolveu o Centro Regional Reabilitação. Já na educação, a iniciativa foi realizada pelo Núcleo Municipal de Educação Especial Inclusiva (NUMESPI). Também são parceiros a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) e a CONSULT.

Os organizadores agradeceram a Telemont pela doação de um orelhão para ilustrar a campanha e a parceria e participação de todos, em especial, dos profissionais de saúde e equipe técnica Numespi, num total de 11 profissionais, sendo 6 fonoaudiólogas, 3 psicólogas e 2 professores.