Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

A Exposição de Desenhos Realistas e Hiper-Realismo do artista Jose Augusto Santana será aberta na próxima quinta-feira, às 19 horas, no Museu Municipal.

Cb image default
Divulgação 

Para comemorar o Dia Mundial do Desenhista celebrado todos os anos em 15 de abril, a FUNAC irá realizar nesta quinta-feira (12) uma Exposição de Desenhos Realistas e Hiper-Realismo do artista Jose Augusto, no Museu Municipal.

A arte do desenho se expressa na capacidade de recriar a vida no papel ou na tela. Para produzir este tipo de arte é necessário desenvolver técnicas, persistência e, claro, ter o "dom" para entender os sentidos de perspectiva, ângulo, profundidade, luz e sombra na hora de produzir os seus trabalhos. Desta maneira podemos definir a excelência e o brilhantismo alcançado pela arte de José Augusto Santana, morador do nosso município. Ele faz desenhos realistas a partir da visualização de fotografias usando apenas lápis.

José Augusto recorda que sua paixão pelos desenhos realistas iniciou quando participou de um curso de Grafite, ofertado pelo então Departamento de Cultura. Daí não parou mais. Sempre dedicado e estudioso, José Augusto fala que seu aprimoramento em técnicas vem através da internet e que se inspira também em artistas renomados brasileiros, como Charles Laveso, ícone brasileiro na área e do renomado artista plástico italiano Diego Fazio, mais conhecido por DiegoKoi.

“Tudo começou ainda na minha infância. Ocupando meu tempo livre, vi que a curiosidade foi se modificando e melhorando meu desempenho a cada desenho. Fui percebendo que era possível sempre melhorar nos resultados finais”, conta José Augusto.

O artista lembrou da participação decisiva do instrutor B. Boy com que teve suas primeiras aulas ainda em 2008. “Com o incentivo do professor B. Boy, busquei o aprimoramento desta capacidade que Deus me deu, de retratar no desenho realista cada detalhe das coisas, dos lugares, dos sentimentos expressos das pessoas nas imagens”, disse o desenhista, que destaca também o papel importante da professora Cristina, que instrui artes plásticas na Funac e, por fim do professor Bruno Barreto. No momento, o artista de Nova Andradina conta com a orientação da equipe “Laveso”, liderada pelo professor Samuel Torres, de São Paulo-SP com aulas virtuais.

A Funac homenageia todos os profissionais e artistas que encantam e fascinam com sua interpretação do mundo real através de seus traços e criatividade. Um desenhista pode atuar em diversas áreas, desde ilustrações voltadas para o entretenimento, arte digital, agências de publicidade ou até mesmo desenhar como um hobby, sem pretensões financeiras. O destaque dado a José Augusto se estende ao trabalho de todos os nova-andradinenses que atuam nesta modalidade artística.

A Exposição contará com um ato de abertura a partir das 19 horas, na Sala Guiomar Soares Andrade, no Museu Municipal.