Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

Parceria Sesi Biblioteca com o projeto Bic na Primeira Infância contempla todos os Centro de Educação Infantil de Nova Andradina

Cb image default
Divulgação

A quarentena imposta pela pandemia do coronavírus mudou a forma de estudar de milhares de crianças no mundo todo. Muitos pais tiveram que se adaptar para manter a rotina de aprendizagem em casa, mas se engana quem pensa que os profissionais da educação estão distantes dos alunos nesse momento de isolamento social.

O projeto “Hora do Conto” é uma iniciativa do SESI em parceria com os Ceinfs (Centros de Educação Infantil) destinado a crianças em idade de frequentar a pré-escola e em processo de alfabetização. O objetivo é divertir, educar, despertar pequenos leitores e estimular o mundo da imaginação, impactando diretamente o crescimento intelectual e comportamental das crianças. 

Cb image default
Divulgação

O projeto está sendo desenvolvido e elaborado através do planejamento escolar junto com professores-coordenadores e diretores, tendo a participação da Biblioteca SESI com a professora Regina Leite. As histórias são pesquisadas e até criadas de acordo com os temas escolhidos mês a mês, sempre atendendo a faixa etária de cada criança que vai de 4 meses à 3 anos e 11 meses, abordando eixos como: literatura, música, afetividade, saúde, brincadeiras, dentre outros.

Para a coordenadora da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte de Nova Andradina, Ana Claudia Cordeiro, responsável pela Educação Infantil de creches e escolas, o projeto é muito importante para o momento atual, pois as aulas estão acontecendo de forma remota, através do “Caderno de Interação”, contendo músicas, histórias e brincadeiras. 

“As atividades estão alinhadas ao Currículo de Referência de Mato Grosso do Sul, a fim de colaborar com o desenvolvimento integral das crianças. Essa parceria com o Sesi, veio para dinamizar as histórias que são recontadas aos pequenos, possibilitam não apenas adequações às diversidades sociais e regionais, como também a reformulação do ensino frente aos desafios impostos pela pandemia da Covid-19, com a participação da família na educação dos estudantes”, informou Ana Claudia.

Para a realização do projeto foi criado um canal do YOTUBE que se chama “CANAL DA TIA RÊ”, onde a família juntamente com a criança, assiste histórias recontadas pela professora. “Essa experiência durante o período de isolamento, com certeza vai perdurar por toda a vida. Mesmo em contextos familiares sem hábitos de leitura, começar a contar uma história promove muitos benefícios, inclusive para os mais tímidos que depois passam a gostar e a reconhecer os verdadeiros sentidos das histórias”, garante a professora Regina Leite.