Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

2º Dia da Copinha – média foi de 2,85 gols por partida. O Vice-prefeito Nenão acompanhou a rotina das equipes

Cb image default
Foto: Bruno Seleguim

Ainda na fase classificatória, a Copa Internacional Ercílio Carreira Mendes terminou seu segundo dia com 140 gols em 49 jogos. A média é de 2,85 gols por partida. À beira dos gramados, o vice-prefeito Nenão acompanhou a rotina das equipes visitantes, conversou com técnicos, atletas e arbitragem, e pode conferir de perto a atuação dos times da casa.

São quase 1700 atletas de 40 delegações de vários estados do Brasil e mais três países - Paraguai, Chile e Bolívia - focados em mostrar um bom futebol para chamar a atenção dos olheiros de grandes equipes do futebol brasileiro, que tem a missão de garimpar jovens talentos. 

Cb image default
Foto: Bruno Seleguim

O volante Luiz Eduardo Alves Barbosa (14), da equipe Jovens Kraques, de Cuibá, no Mato Grosso, vive a experiência de participar de uma Copinha pela primeira vez e falou sobre a expectativa de ser selecionado. “Jogo futebol há mais de 6 anos. Sonho em ser jogador e vou dar o máximo para que os olheiros se impressionem com meu futebol.

Para descobrir os novos craques, estão presentes observadores do Fluminense, Atlético Paranaense, Atlético Mineiro, PSTC, entre outros.

Cb image default
Foto: Bruno Seleguim

Atuando também na posição de volante do Clube G. Caballero Katuetê, do Paraguai, Leandro (14), estava radiante com a vitória por 3 a 0 sobre Projeto Pé Na Bola, de MS. O jovem conta que gostou muito da cidade e já fez novas amizades no alojamento. Para ele, o importante é ter a chance de brilhar nos gramados. “Temos poucas oportunidades de mostrar o nosso talento e esta competição possibilita isso, disse o jovem que tem como ídolos os jogadores De Bruyne (Manchester City) e Felipe Mello (Palmeiras).

No segundo dia da Copinha, a maior goleada foi aplicada na categoria 2008, pela Selecion Fefudce, do Paraguai, que venceu o Clube Atlético Nacional, da Bolívia, pelo placar de 8 a 0. O outro placar elástico foi resultado de um confronto entre equipes sul-mato-grossenses, o FC do Porto ganhou de 7 a 0 do AFLA Casa Verde. 

Cb image default
Foto: Bruno Seleguim

Para o vice-prefeito, a competição é um grande momento de vivenciar o futebol e de trocar experiências com equipes de base do Brasil e dos países vizinhos.

“Vejo o brilho nos olhos desses garotos, a ansiedade na hora de pisar no gramado. Eles depositam sua esperança e seus sonhos na Copinha. O governo municipal acredita que o esporte pode transformar a vida das pessoas e dar um futuro melhor para muitas famílias. Por isso, vamos continuar incentivando e apoiando essas iniciativas”, declarou Nenão.

Cb image default
Foto: Focco Vídeo

3º edição da Copinha

Os jogos estão sendo realizados no Andradão, Centro de Treinamento (CT) 1 e 2, Campo Perobão, Manelão e nos Estádios Municipais de Batayporã e Taquarussu.

Os atletas estão alojados em escolas das redes municipal e estadual. Para auxiliar no preparo das refeições dos jogadores, equipe técnica e arbitragem, a Prefeitura contará com o apoio de 35 merendeiras. Também foram contratados seguranças para garantir a tranquilidade nas praças esportivas e demais espaços de interação entre os participantes.