Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações
Selo
Cb image default
João Cláudio

Nova Andradina sediou nesta terça-feira (23), o Seminário Regional de Apresentação, Análise e Discussão da 2ª Versão Preliminar do Currículo Integrado e Colaborativo de Mato Grosso do Sul. O objetivo foi de apresentar o currículo de referência do estado consolidado após contribuições dos professores e consulta pública, a fim de fazer alterações na aba das ações didáticas, quando necessário.

O evento, que aconteceu nas dependências da Universidade Brasil, foi organizado pela Comissão Regional de implementação da BNCC e do Currículo de MS representada pela Profª. Marilza Nunes de Araújo Nascimento, o que envolve profissionais da educação da Secretaria de Estado de Educação (SED), Coordenadoria Regional de Educação/CRE-9 e secretarias municipais de educação (UNDIME), sendo que no município foi a SEMEC – Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte quem apoiou esta ação.

Participaram do seminário, professores, coordenadores pedagógicos e diretores das redes estadual, municipais e dos estabelecimentos particulares de ensino de Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul, Taquarussu, Angélica, Ivinhema, Bataguassu, Batayporã e Anaurilândia.

Outras autoridades ligadas à educação desta região também se fizeram presentes, além de lideranças políticas, com destaque para a coordenadora regional da educação, Silvia Maria dos Santos, os secretários de educação das referidos municípios, o prefeito de Angélica, a representante do Conselho Estadual da Educação, Adriana Aparecida Burato Marques Buytendorf.

Como anfitrião, o secretário de educação Fábio Zanata afirmou que mesmo diante de um momento de incertezas, é importante acreditar que a oportunidade está sendo dada para a elaboração desta proposta curricular também será concedida na hora da execução deste plano. “Vamos fazer a nossa parte e vamos esperar que o resultado esteja a contento de todos nós”, declarou o secretário.

A coordenadora regional da educação, Silvia Maria dos Santos, disse que a presença de todos nesta discussão mostra que ainda existem pessoas preocupadas em fazer uma educação de qualidade. “Nós fazemos a diferença onde estamos, não importa em que função, procurando fazer o melhor de cada um nós. O que estamos fazendo dará muitos frutos e nenhum governo pode tirar porque quem faz a educação no chão da escola somos nós”, ressaltou, agradecendo a todos que são parceiros.

Etapas

O novo currículo escolar de Mato Grosso do Sul vem sendo discutido entre a Semed e a SED (Secretaria de Educação do Estado) desde o ano passado, quando foi montada uma equipe formada por técnicos das duas pastas. O estudo integrado possibilitou propostas em comum com o objetivo de beneficiar a comunidade escolar.

A Base Nacional Comum Curricular tem sido debatida através de encontros e seminários. A BNCC vem sendo desenvolvida desde 2015 por meio de um processo liderado pelo Ministério da Educação, que busca a participação da sociedade, alunos, professores e gestores.

Esta é a segunda versão do documento. A primeira sofreu alterações feita por professores das redes estadual, municipal e privadas de todo MS no dia 2 de agosto de 2018, quando ocorreu o “Dia D Do Currículo de MS”.

O currículo integrado e colaborativo está sendo produzido de forma democrática, de mãos em mãos, em que cada educador deixa registrado um pouco de si para formar um pouco de todos, enfatizando a questão identitária do estado e suas peculiaridades.