Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

Sendo vivenciada na prática, a disciplina de Educação Financeira tem influenciado a vida de professores e estudantes das escolas municipais.

Cb image default
Divulgação

Com a educação financeira estabelecida como habilidade obrigatória entre os componentes curriculares, de acordo com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) a partir de dezembro de 2019, a Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte (SEMEC) sai na frente mais uma vez e está oferecendo um curso de formação com o objetivo de preparar os professores da rede municipal de ensino para lecionar sobre a temática nas escolas.

A disciplina de educação financeira já é uma realidade nas escolas municipais desde 2015. Portanto, a preocupação do governo municipal é de que todas as unidades estejam alinhadas às diretrizes da BNCC e possam avançar ainda mais no estudo interdisciplinar envolvendo as dimensões culturais, sociais, políticas e psicológicas, além da econômica, sobre questões como consumo, trabalho e dinheiro.

Como apoio pedagógico para o professor, no ano de 2018 foram adquiridos materiais exclusivos de educação financeira, para todas as escolas da rede.

Cb image default
Divulgação

O curso de formação tem o objetivo de influenciar os educadores a repensarem as suas práticas pedagógicas e suas finanças pessoais, já que eles serão multiplicadores e espelho para os seus educandos.

Na análise do secretário Fábio Zanata, assuntos como taxas de juros, inflação, aplicações financeiras (rentabilidade e liquidez de um investimento) e impostos fazem parte do cotidiano do cidadão e é fundamental ensinar sobre organização e saúde financeira, preparando-os para o futuro.

“A Educação Financeira é fundamental, pois prepara as futuras gerações para desenvolver nelas as competências e habilidades necessárias para lidar com as decisões financeiras que tomarão ao longo de suas vidas. Assim, faz todo sentido ser trabalhado desde os anos iniciais da vida escolar, afinal, é neste espaço onde damos os primeiros passos para a construção de nosso projeto de vida”, considera Fabio Zanata, secretário da pasta.

Neste contexto, o desenvolvimento da disciplina na rede tem alguns objetivos fundamentais, sendo: Despertar no educando o senso crítico de consumo consciente, a fim de torná-lo um disseminador em seu cotidiano; compreender os conceitos e produtos financeiros (cheques, cartões de créditos, empréstimos, poupança etc.); desenvolver os valores e as competências necessárias para tomar consciência das oportunidades e riscos das escolhas financeiras; fazer escolhas bem informadas e adotar ações que melhorem o bem-estar, comprometidos com o futuro.

A capacitação é oferecida pela Prefeitura de Nova Andradina, através da Secretaria Municipal de Educação, em parceria com o Instituto Federal de Mato Grosso do Sul, com carga horária de 40 horas, tendo como professor formador, Mateus Vazela, do IFMS.