Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

Verduras, frutas e legumes foram adquiridos da Cooperativa Santa Olga. Ação incentiva a agricultura familiar e leva à mesa das famílias alimentos de qualidade.

Cb image default
Divulgação

A Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte montou uma central de montagem e distribuição de kits escolares na Escola Municipal Efantina de Quadros para otimizar a entrega dos alimentos nas demais unidades escolares e, posteriormente, às famílias cadastradas no Programa Bolsa Família ou em estado de vulnerabilidade.

Na manhã desta quarta-feira, dia 19, chegaram legumes, frutas e verduras frescas cultivadas por pequenos produtores que fazem parte da Cooperativa Santa Olga. A entrega foi acompanhada pelo prefeito Gilberto Garcia, primeira dama Joana Darc, secretária da pasta, Giuliana Masculi Pokrywiecki e pelo presidente da Cooperativa do Santa Olga, Dionísio de Sousa Bezerra.

Cb image default
Divulgação

De acordo com a gestora da educação, a equipe da Semec se responsabiliza pela conferência dos produtos, coordena a montagem e fiscaliza a entrega dos kits nas escolas. “A cada 15 dias, os gêneros alimentícios são descarregados e, imediatamente, separados e entregues às famílias, pois trata-se de hortifrutigranjeiros, que podem estragar se não forem consumidos dentro do prazo”, informou.

Cb image default
Divulgação

Responsável pela cooperativa, Dionísio Bezerra, agradeceu ao prefeito Gilberto Garcia pela aquisição dos produtos. “A venda de verduras, frutas e legumes ao município é de grande valia porque hoje não estamos conseguindo comercializar toda a produção na feira livre. Então, se a prefeitura não tivesse esse programa muito produtor ia perder o que produziu. Além disso, é uma oportunidade de gerar renda para cerca de 30 famílias cooperadas do assentamento e ao mesmo tempo ajudar famílias carentes que vivem na cidade”, relatou.

A aquisição de produtos da agricultura familiar é uma política adotada há anos pelo governo municipal, representando cerca de 80% de todos os alimentos destinados a merenda escolar de quase 6 mil alunos das escolas municipais de educação básica e ensino fundamental situadas nas áreas urbanas e rurais de Nova Andradina e do distrito de Nova Casa Verde.

Cb image default
Divulgação

Para Gilberto Garcia, a iniciativa incentiva a agricultura familiar, leva a mesa das famílias alimentos de qualidade, fortalece o comércio e gera empregos no município.

“Nossa merenda alcançou um padrão de excelência: são saudáveis, equilibradas e saborosas. Isso se deve muito a qualidade dos alimentos cultivados pelos nossos pequenos produtores que abastecem as escolas como também a cuidado no preparo das refeições das nossas cozinheiras, nutricionistas e demais profissionais responsáveis pelas refeições servidas”.