Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações
No dia 02 de Julho de 1856 através do Decreto Imperial nº. 1.775, Dom Pedro II criou o Corpo Provisório de Bombeiros da Corte, o primeiro Corpo de Bombeiros do Brasil. A história dos Corpos de Bombeiros remonta ao tempo em que as antigas cidades da Grécia e Roma estavam no apogeu de seu esplendor, isto vários séculos antes da Era Cristã, se desenvolvendo e aperfeiçoando a técnica e organização da atividade. Em Mato Grosso do Sul o Corpo de Bombeiros Militar, iniciou suas atividades em 25 de setembro de 1.970, nas instalações da Av. Costa e Silva, nº 901, na Vila Progresso, onde hoje é o 1º Grupamento de Bombeiros, com apenas 33 bombeiros 01 pick-up, para salvamento e 03 caminhões tanques. Promoveu a segurança da comunidade sulmatogrossense com credibilidade, sendo uma das mais respeitadas instituições, hoje presente em 19 cidades do Estado, com mais de 60.000 atendimentos por ano. Anualmente, o CBMMS tem aproveitado da semana que antecede o Dia do Bombeiro, a Semana Nacional de Prevenção contra Incêndio e Pânico, e desenvolvido atividades que vão de encontro às demandas da sociedade procurando sensibilizá-la quanto à importância da prevenção aos riscos de envolvimento em incêndios e acidentes, cujo cotidiano revela a suscetibilidade de qualquer cidadão. Assim, contado com o apoio do Governo de Nova Andradina, administração do Prefeito Roberto Hashioka, o comandante do 3º SGB do Vale do Ivinhema, Major Sidney Ribeiro, dentro das programações da Semana Nacional de Prevenção contra Incêndio e Pânico, realizou no último dia 04 p.passado, a exibição do filme “Brigada 49”, dirigido aos alunos das escolas das Redes Públicas Municipal, Estadual e Particular de Ensino. A apresentação aconteceu na ACENA, conhecido Junna e contou com a presença de vários estudantes, professores e a população novandradinense. E no dia 6 – sexta-feira, o filme estará sendo exibido para os alunos da Escola Municipal Efantina de Quadros, localizada no Conjunto Durval Andrade Filho, nas dependências da mesma. |