Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

Já foram contratados 25 trabalhadores. Blocos e outros materiais de construção foram adquiridos nas empresas locais

Cb image default
João Cláudio 

As obras de construção do primeiro projeto habitacional vertical de Nova Andradina já começaram. Na área onde estão sendo edificados os 128 apartamentos é possível notar a movimentação de trabalhadores na execução de serviços de terraplanagem, drenagem interna, fechamento lateral da área e fundações. Dentro de 30 dias, inicia a etapa de alvenaria.

Uma outra equipe trabalha na finalização do canteiro de obras, que abriga o setor administrativo da Engepar Engenharia e Participações Ltda, com vestiário, sanitários para funcionários, sala de engenharia, segurança, almoxarifado para materiais e equipamentos, além do escritório.

Cb image default
William Gomes

O engenheiro civil da empresa, Edson Batista Junior, um dos responsáveis pela obra, confirmou que até o momento cerca de 25 trabalhadores estão contratados, direta e indiretamente, sendo a maioria dos profissionais residentes no município. Os materiais de construção são adquiridos nas empresas locais como a Concrevia, que fornecerá todos blocos de concreto e o cimento consumidos na obra.

“Toda a mão-de-obra e materiais disponíveis em Nova Andradina estão sendo empregados na construção dos condomínios. Agora, temos 25 profissionais, entre funcionários da empresa e empreiteiras terceirizadas, que atuam tanto no canteiro como na execução. No pico da obra, a meta é chegar a 150 trabalhadores”, informa o engenheiro. 

Cb image default
William Gomes

O encarregado de pedreiro Gildo Ravaze (57), trabalha no ramo da construção há 29 anos, e disse que não encontra dificuldades para conseguir uma colocação no mercado de trabalho.

“O emprego na vida da gente é tudo. Eu nunca fiquei parado. É uma área que está sempre aquecida. Consegui formar meus dois filhos, tenho minha casa, não tenho o que reclamar”, comentou. E opinou sobre a importância do condomínio de prédios para essa região. “Será um cartão postal para cidade. Vai ficar muito bonito”, avalia o pedreiro. 

Cb image default
William Gomes

O empreiteiro Vagner Fernandes (39), disse que presta serviços para a Engepar há mais de 3 anos. Já trabalhou na construção das casas do Jardim Primavera e agora, neste novo projeto. “Atuamos na parte elétrica, a maioria dos nossos profissionais moram aqui, mas confesso que, às vezes, é difícil encontrar mão-de-obra qualificada. Se tivessem mais pessoas capacitadas, o mercado absorveria”, declara.

A conclusão do empreendimento está prevista para meados de 2020. De acordo com Edson Júnior, as obras seguem o planejamento e deverão ser entregues dentro do prazo.

Cb image default
João Cláudio