Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

A cerimônia acontecerá no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil 7ª Subseção/MS, às 19h30.

Cb image default
Divulgação

Nesta terça-feira, 27, Nova Andradina realiza a abertura oficial da campanha “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher e Laço Branco” e entrega da premiação da Melhor Frase Tema: “A vida tem sempre um recomeço se você quebrar o silêncio”. A cerimônia acontecerá no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil 7ª Subseção/MS, às 19h30.

A ação é realizada pelo Rotary Clube Nova Andradina Centenário em parceria com Prefeitura Municipal através da Secretaria Executiva de Políticas para a Mulher e Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social, Delegacia de Atendimento à Mulher (DAM), Policia Militar, Poder Judiciário (Ministério Público), Corpo de Bombeiros, Promuse, Centro de Atendimento à Mulher e Conselho da Mulher.

Dentro da programação, desde o início deste mês foram desenvolvidas atividades socioeducativas no CRAS Irma Ribeiro, CREAS, Centro Integrado de Atendimento ao Trabalhador, Centro da Juventude, Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos de Nova Casa Verde.

As atividades seguem com panfletagem e adesivagem no semáforo da Avenida Moura Andrade, em frente ao Museu Municipal na quinta-feira, dia 29 de novembro, às 9 horas e a realização da Feira Mulheres de Atitude, de 15 a 20 de dezembro, encerrando as atividades da edição 2018.

O objetivo da campanha é formar uma conscientização sobre a violência contra a mulher, promover o debate e a reflexão sobre a violência doméstica e familiar que é uma responsabilidade de todos.

“A informação é a melhor estratégia para enfrentar este problema, somar esforços para assegurar o direito e a cidadania das mulheres, fortalecer e dar garantias de que cada uma e cada um de nós pode ser um defensor na luta contra a violência doméstica e familiar”, ressalta a titular da Executiva de Políticas para a Mulher, Julliana Ortega.

Comemoração do “Dia Internacional da não violência contra a mulher”

O Dia 25 de novembro foi definido como “Dia Internacional da não violência contra a mulher” no 1° encontro feminista Latino - Americano e do Caribe, realizado em 1981 em Bogotá, Colômbia. Esta data foi escolhida para lembrar as irmãs Mirabal, assassinadas pela ditadura de Leônidas Trujillo na República Dominicana.

A partir de 1991, foi iniciada uma Campanha Mundial pelos Direitos Humanos das Mulheres. O Dia 6 de Dezembro ficou conhecido como o Dia do Massacre de Montreal- Canadá, em memória das 14 estudantes de engenharia que foram assassinadas em sala de aula por um homem enlouquecido, em 1989. Elas tornaram-se um símbolo da trágica injustiça praticada por homens violentos contra as mulheres. Desde então, vários homens e grupos de homens e de mulheres reuniram-se em torno da Campanha do Laço Branco para dizer que nem todos os homens cometem violência contra as mulheres.

Em Nova Andradina, a Campanha “16 dias pelo fim da violência contra as mulheres” começou a ser realizada pela primeira vez no dia 26 de novembro de 2012.

Programação “Campanha dos 16 Dia de Ativismo e Laço Branco”