Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

Em 2017, segundo boletim epidemiológico foram notificados 41 tentativas de suicídio; a maioria do sexo feminino

Cb image default
Divulgação

A Secretaria Municipal de Saúde de Nova Andradina organizou durante o mês de setembro diversas atividades de conscientização sobre a importância da prevenção do suicídio a partir da mobilização de profissionais da saúde e da população.

A cor amarela foi escolhida para a campanha por seu significado de luz, vida e alegria. Essa é a intenção das ações realizadas: “trazer luz”, por meio do conhecimento desse agravo e das reais possibilidades de prevenção tanto para as pessoas que têm sofrimento mental, quanto para suas famílias e comunidades.

As ações são referentes a Campanha Setembro Amarelo, idealizada pelo Ministério da Saúde, com o objetivo de firmar um compromisso com a vida, reduzindo os índices de suicídio no país, que chegam a 32 por dia, ou seja, a cada 45 minutos, um brasileiro tira a própria vida.

Cb image default
Divulgação

Em Nova Andradina, o tema “Sentido da Vida: a busca pelo bem estar” foi abordado pela psicológa Geovana Fuzer Polsaque no ESF Vila Operária no último dia 20 de setembro.

Na sexta-feira (21) foi a vez do profissionais da saúde das ESFs, Hospitais, CRENA, CEM, CAPS e Clínica da mulher participarem de uma capacitação com a Vigilância Epidemiológica e Saúde do Trabalhador sobre os dados epidemiológicos e as fichas de notificação em saúde mental. A psicológa Geovana Polsaque participou novamente da atividade, orientando os profissionais sobre a abordagem ao paciente em sofrimento psíquico.

No sábado (22), a Pastoral da Juventude e a Comunidade São Francisco de Assis da Igreja Católica realizaram uma ação com os jovens do município, em parceria com a Vigilância Epidemiológica e a psicóloga Viviane Henrique de Oliveira, levando informações para que eles possam ser multiplicadores junto aos colegas e familiares.

Cb image default
João Cláudio 

Segundo informações do secretário Arion Aislan, nove em cada 10 casos poderiam ser evitados com encaminhamento correto ao tratamento. Porém, o assunto para muitos ainda é um tabu e as pessoas enfrentam grandes dificuldades na identificação de sinais, oferta e busca por ajuda, justamente pelos preconceitos e falta de informação.

“É fundamental a qualificação de profissionais que atuam na prevenção ao suicídio e a conscientização da população por meio da distribuição de materiais educativos e de palestras para falar sobre prevenção nas unidades de saúde e escolas, entre outras ações. O Brasil é o oitavo país em números de suicídios, então, temos que mudar esta realidade”, declara Arion. 

Cb image default
Divulgação

Veja o Boletim Epidemiológico de tentativas de suicídio notificados em Nova Andradina (2017)

CONDENSADO DE NOTIFICAÇÕES RECEBIDAS DOS ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE SOBRE TENTATIVA DE SUICÍDIO

VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DE NOVA ANDRADINA/MS

Descritivo das notificações de Violência Interpessoal/Autoprovocada recebidas

TOTAL: 41 notificações

< 15 ANOS: 04

16-20 ANOS: 09

21-30 ANOS: 16

31-40 ANOS: 03

41-60 ANOS: 09

> 60 ANOS: 00

SEXO FEMININO:30

SEXO MASCULINO:11

Cb image default
Divulgação

CONDENSADO DE NOTIFICAÇÕES RECEBIDAS DOS ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE SOBRE TENTATIVA DE SUICÍDIO (2018)

VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DE NOVA ANDRADINA/MS

Descritivo das notificações de Violência Interpessoal/Autoprovocada recebidas

TOTAL: 29 notificações- ATÉ 18/09/2018

< 15 ANOS: 06

16-20 ANOS:03, sendo 1 óbito

21-30 ANOS: 05

31-40 ANOS: 08

41-60 ANOS: 06

> 60 ANOS: 01

SEXO

SEXO FEMININO: 19

SEXO MASCULINO: 10

POR TIPO:

AUTO MEDICAÇÃO EXTREMA: 22

AGROTÓXICO: 04

OBJETO PERFUROCORTANTE: 02

ENFORCAMENTO: 01