Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

Dentre os municípios com perfil populacional semelhante, município foi o que recebeu as melhores certificações

Cb image default
Divulgação

100% das equipes de atenção básica do programa Saúde da Família em Nova Andradina foram certificadas com desempenho excelente pelo Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB).

Dentre os municípios com perfil populacional semelhante, Nova Andradina foi o que recebeu as melhores certificações, mostrando o trabalho realizado em termos de assistência, gestão, coordenação e gerência da Secretaria Municipal de Saúde no sentido de oferecer serviços que assegurem maior acesso e qualidade à população.

Cb image default
Divulgação

Conforme a certificação obtida no 3º ciclo do PMAQ, quatro unidades Estratégia Saúde da Família” (ESFs) tiveram o desempenho “ótimo” e outras 5 alcançaram a nota “muito bom” (veja o quadro ao lado). Comparado ao ciclo anterior, quando 8 equipes foram certificadas como abaixo da média e apenas 1 ESF teve nota acima da média, os resultados foram considerados muito positivos.

“Obter uma certificação muito boa e ótima, mas significa que estamos empenhados em melhorar o serviço de saúde prestado para a população. Nós queremos continuar a melhorar tanto a estrutura quanto a capacitação e a valorização dos profissionais de saúde”, comentou o prefeito Gilberto Garcia.

O secretário de saúde, Arion Aislan, parabenizou todos os servidores envolvidos nesta conquista, destacando que toda rede de Estratégia Saúde da Família do município foi certificada com pelo êxito no 3º ciclo do PMAQ (207-2018).

“Estamos felizes com os resultados, pois comprovam o empenho de nossa equipe e o esforço dos servidores da saúde, não só para cumprir as metas mas superá-las para promover a qualidade no atendimento e nos serviços de saúde oferecidos à nossa população”, avalia.

Mais sobre o PMAQ

O PMAQ é um Programa do Ministério da Saúde que visa incentivar os gestores e as equipes a melhorar o acesso e a qualidade nas Unidades de Atenção Básica. A adesão é voluntária, ou seja, o profissional escolhe se vai participar ou não.

O resultado foi divulgado pelo Departamento de Atenção Básica do Ministério da Saúde e serve de parâmetro para aferir como está a qualidade e o acesso da Atenção Básica em todo território nacional.

O processo de certificação das equipes, que determina o volume de recursos a ser transferido aos municípios, é composto por três dimensões: uso de instrumentos auto avaliativos; desempenho em resultados do monitoramento dos 24 indicadores de saúde contratualizados; desempenho nos padrões de qualidade verificados in loco por avaliadores externos.