Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

Na live da página do facebook da Prefeitura de Nova Andradina a responsável técnica pela Vigilância Epidemiológica, Tatiana Rovani, e o secretário de saúde, Sérgio Maximiano repercutindo o Boletim Epidemiológico Covid-19, neste dia 2 de abril.

Cb image default
Divulgação

Dois novos casos confirmados no Estado de MS são de Dourados e de Batayporã. As duas cidades tem agora 4 casos confirmados cada uma.

O paciente de Dourados é do sexto masculino, tem 35 anos, teve contato com viajantes de SP e do PR. Está internado. O segundo caso é de uma mulher de 31 anos, residente em Batayporã. Teve contato com caso confirmado e permanece em isolamento domiciliar. Em Batayporã, tem mais 2 casos suspeitos. 

Cb image default
João Cláudio 

O secretário reforçou os protocolos de atendimento e esclareceu dúvidas sobre o que o governo do Estado considera casos notificados, em investigação, confirmados, descartados ou excluídos.

São considerados notificados, os pacientes internados com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SISRAG), sendo testados para vários vírus como Influenza A H1N1, Influenza A H3N2, Influenza B, Metapneumovírus, Adenovírus, Rinovírus, Vírus Sincicial Respiratório, Parainfluenza 1, 2, 3 e COVID-19.

Nestes casos, os pacientes estão em investigação e, depois com o passar do tempo, entram nas estatísticas de descartados ou confirmados. Pacientes com sintomas de gripe ou sintomáticos respiratórios são monitorados e devem ficar em casa em isolamento social por até 14 dias. 

Cb image default
João Cláudio

A Central de Monitoramento entrará em operação a partir desta sexta-feira, dia 3 de abril. A unidade vai servir para conhecer quem são as pessoas que estão em isolamento social e a situação de saúde desse paciente.

Serão monitoradas pessoas que saíram de viagem ou que tiveram contato com pacientes infectados, mas não apresentam sintomas.

Outra novidade é a implantação da Central de Atendimento Psicológico por telefone. A rede municipal de saúde irá disponibilizar psicólogos tanto para atendimento aos profissionais de saúde, que estão na linha de frente no combate a COVID-19, como para a população em geral.

Cb image default
João Cláudio

Por último, a enfermeira Tatiana disse que o mais importante neste momento é seguir a recomendação das autoridades e ficar em casa. “A melhor vacina e o melhor remédio para a COVID-19 é o isolamento social. Mantenha a boa hidratação e a higienização pessoal. As próximas semanas serão decisivas. Redobrem a vigilância”, reiterou a responsável técnica da vigilância epidemiológica.