Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações
Cb image default
Divulgação

A prefeitura municipal, por meio da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte de Nova Andradina (SEMEC), está inovando mais uma vez com a introdução de novas tecnologias para melhorar a aprendizagem dos alunos da rede municipal de ensino e o acesso à informação das pessoas com deficiência auditiva no tocante às ações públicas de prevenção e enfrentamento ao novo coronavírus.

A primeira iniciativa é a implantação das teleaulas com tradução simultânea em libras, uma nova ferramenta de apoio aos professores e que auxilia estudantes da rede municipal de ensino (Reme) no processo de aprendizado durante o período em que as aulas presenciais estão suspensas desde o dia 23 de março. 

Cb image default
Divulgação

A proposta é disponibilizar conteúdos como apoio as atividades e aos mais variados métodos já utilizados pelos professores da rede municipal, na página oficial do facebook da Secretaria Municipal de Educação e da Prefeitura Municipal, em aulas online ministradas de forma voluntária por professores de diversas disciplinas que fazem parte da REME. A SEMEC organizará um cronograma e divulgará as datas e horários em que as aulas estarão sendo exibidas ao vivo nas páginas citadas.

O professor José Firmino Martins, um dos idealizadores do projeto, deu início a ação com uma aula de geografia destinada aos alunos do 6º ano do ensino fundamental, veiculada na última quinta-feira (04.06).

A segunda iniciativa é a introdução da tradução simultânea para surdos nas aulas ao vivo e nos boletins diários da Covid-19, que também vão ao ar nas redes sociais do órgão oficial municipal. A iniciativa conta com o apoio de seis profissionais que atuam no Núcleo Municipal de Educação Especial (Numesp), que através da Língua Brasileira de Sinais ajudam as pessoas com deficiência auditiva a se informar sobre os acontecimentos da cidade. 

Cb image default
Divulgação

O prefeito Gilberto Garcia agradeceu as intérpretes por abraçar essa missão de levar informação às pessoas com surdez, permitindo-lhes acompanhar as informações sobre políticas públicas, sobretudo, opinar e reclamar quando os serviços não atendem a contento o cidadão.

“Este vírus não escolhe cor, raça ou credo e espalha com muita facilidade. Ninguém está imune. Então, a função do poder público é informar, conscientizar, disciplinar e adotar medidas para proteger a vida dos cidadãos”, esclarece.

Já com relação as aulas ao vivo via internet, o prefeito disse que o governo municipal está seguindo as tendências mundiais e oportunizando o conhecimento aos alunos da rede municipal.

“É uma ferramenta de apoio à educação, não pode de maneira nenhuma substituir o professor na sala de aula. No entanto, neste momento em que evitar a aglomeração é essencial para redução a propagação do coronavírus, esta é mais uma das alternativas viáveis para minimizar o prejuízo no aprendizado dos alunos, já que aulas remotas não darão o mesmo retorno das presenciais. Agradeço nossos mestres pela dedicação e por fazerem a diferença na nossa educação”, finaliza Gilberto Garcia.