Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

Tomar vacinas é a melhor maneira de se proteger de uma variedade de doenças graves e de suas complicações.

Cb image default
Arquivo/Cogecom

A Secretaria Municipal de Saúde informou que neste ano estão programadas várias campanhas de vacinação, com calendário determinado pelo Ministério da Saúde. O objetivo é conseguir alcançar a cobertura vacinal preconizada – de pelo menos 90%, isso porque sete das oito vacinas obrigatórias para crianças têm atingido taxa de cobertura abaixo da meta, segundo balanço do órgão nacional da saúde.

Diante desse quadro, o secretário Arion Aislan destaca a importância da vacinação na prevenção de doenças graves e de suas complicações, que podem até levar à morte.

“Graças à vacinação houve uma queda drástica de doenças que costumavam matar milhares de pessoas como coqueluche, sarampo, poliomielite e rubéola. Porém, se não mantivermos a cobertura vacinal acima dos 90%, todos os avanços conquistados podem mudar esse cenário”, alerta o gestor. 

Cb image default
Arquivo/Cogecom

Responsável pelo Programa Municipal de Imunização, a enfermeira Tatiana Pacito esclarece que a recusa em vacinar os filhos pode configurar em negligência e causar riscos à saúde das crianças como também de seus familiares, além de contribuir para o aumento na circulação de doenças.

“Pedimos aos pais e responsáveis que vacinem seus filhos. Uma pessoa não vacinada pode introduzir num grupo, numa comunidade, uma doença que seria protegida por vacinação e, dessa forma, seria uma atitude irresponsável, colocando a vida de outras pessoas em risco. Seja responsável, cuide do seu maior bem: a sua vida e de seus familiares”. 

Cb image default
Arquivo/Cogecom

CAMPANHA NACIONAL DE VACINAÇÃO CONTRA O SARAMPO

PRIMEIRA ETAPA

Vacina tríplice viral

Período: 10/02 a 13/03

Dia D de Mobilização nacional em 15/02.

Atualização da caderneta de vacinação da população-alvo, nas faixas etárias de 5 a 19 anos de idade.

SEGUNDA ETAPA

Vacinas dupla viral e tríplice viral

Período: 03 a 31/08

Dia D de mobilização nacional em 22/08.

Atualização da caderneta de vacinação da população-alvo, nas faixas etárias de 30 a 59 anos de idade.

IMUNIZAÇÃO CONTRA A GRIPE – novidade é a imunização para adultos de 55 a 59 anos

Realizada todos os anos entre abril e maio, a CAMPANHA CONTRA A GRIPE contará com um novo público, os adultos de 55 a 59 anos. O objetivo é ampliar a vacinação dos grupos mais vulneráveis para a doença.

CAMPANHA NACIONAL DE VACINAÇÃO CONTRA A POLIOMIELITE E MULTIVACINAÇÃO

Período: 09 a 30 de setembro de 2020

Dia D de mobilização nacional em 19 de setembro

Atualização da Caderneta de Vacinação da Criança e do Adolescente com a atualização da Caderneta de Vacinação da Criança até 9 anos de idade e do Adolescente de 10 a menores de 15 anos de idade

Nesta campanha também será fortalecida a busca e o resgate de crianças menores de 5 anos não vacinadas contra a poliomielite, considerando o risco de reintrodução da doença, devido às baixas coberturas vacinais alcançadas nos últimos anos.

Vacina da febre amarela será ofertada como reforço para crianças de 4 anos.

Esta é mais uma novidade do Ministério da Saúde. Anteriormente, as pessoas recebiam apenas uma dose da vacina de febre amarela durante toda a vida. Porém, estudos científicos recentes demonstraram uma diminuição na resposta imunológica da criança que é vacinada muito cedo, aos 9 meses, como prevê o Calendário Nacional de Vacinação da criança.

Por isso, o programa passou a ofertar, em 2020, uma dose de reforço para as crianças aos quatro anos de idade.